Ponzi, pirâmide de

Captação fraudulenta de investimentos que envolve o pagamento de resultados anormalmente altos a investidores, com recursos captados de novos investidores, em lugar de remunerá-los pelos resultados obtidos nas aplicações.

enfin. O sistema foi eventualmente criado por Charles (Carlo) Ponzi, migrante italiano que o utilizou nos Estados Unidos, no início do século XX.

Esta denominação é usada nos Estados Unidos, enquanto outros países conhecem esta fraude como “esquema da pirâmide”.

Ponzi, em verdade, não inventou a pirâmide, mas ele a sofisticou, ao atrair enormes somas de dinheiro para os portfólios de investimentos que criou.

O sistema funciona enquanto, auxiliado por esquemas de publicidade, a captação se mantém, gerando um fluxo contínuo de dinheiro novo que mantém o pagamento de rendimentos aos investidores já existentes. O resultado, inevitável, da operação, é o colapso, quando se descobre que não existem ativos adquiridos com a captação em valor suficiente para pagar os rendimentos, ou quando não existem quaisquer ativos no portfólio do captador.

A fraude da pirâmide resulta da ingenuidade e desinformação de investidores, que descuidam de aspectos fundamentais na avaliação da qualidade de determinado investimento.

Na atualidade, o esquema de Ponzi mais em evidência é a fraude conduzida por Bernard Madoff, ou a pirâmide de Madoff.

Uma vez descoberto, Ponzi foi exilado mais de uma vez, e terminou seus dias no Brasil, em 1949, como aposentado do IAPC (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários). 

Gostou dessa explicação?

Sim
Não