Law, John

John Law of Lauriston, financista escocês reputado como o desenvolvedor pioneiro do que se chama atualmente um sistema bancário.

O sistema foi desenvolvido na França, sob a regência do Duque de Orleans, regente da coroa da França no início do século XVIII.

A proposta de Law orientou-se para a criação de um sistema, num trabalho calcado em idéias de sir William Petty e outros economistas.

O sistema atribuía ao Estado a responsabilidade pelo desenvolvimento econômico do país através da administração da quantidade de moeda, e demonstrava a superioridade do papel-moeda sobre a moeda-papel e a moeda metálica.

Sustentava a criação de um banco estatal capaz de conceder créditos ilimitados para financiar as atividades produtivas, recebendo terras e imóveis em garantia, ad ministrando a receita fiscal e emitindo títulos de crédito com garantia hipotecária.

Com o apoio do duque, implantou suas idéias na França, e fundou o Banque Generale e a Companhia Ocidental, a mãe de todas as companhias estatais, destinada inicialmente ao reembolso das dívidas do Estado.

O regente, em dificuldades financeiras, ampliou a atuação da companhia para a área de comércio exterior e para o controle de outras empresas do estado francês.

Cada nova atividade era suportada por emissão de ações, chamadas carinhosamente de mães, filhas e netas.

Estas ações rendiam dividendos elevados, e geraram especulação desenfreada, em operações que se realizavam na Rue Quincampoix, centro financeiro de Paris na época.

Por conta da crise que resultou da especulação, Law foi demitido e teve de fugir da França, abrigando-se em Veneza.

Tentou reviver sua proposta de criação de um sistema bancário, mas não teve sucesso.

Morreu anos depois, completamente desacreditado.

Gostou dessa explicação?

Sim
Não