Investimento Estrangeiro Direto - IED

Propriedade de ações ou quotas do capital de empresas no País por não-residentes.

Difere do investimento estrangeiro indireto, que é a propriedade de ações ou quotas do capital de empresas por entidades sediadas no País, cuja composição de capital inclua sócios ou cotistas não-residentes ou que contem com a participação de não-residentes em seu capital.

enfin. As estatísticas que se divulgam através do Banco Central referem-se apenas a capital acionário, recursos aplicados diretamente no capital de empresas no País, com exceção do ramo de atividade denominado portfolio, o qual inclui, além de investimentos em ações, aplicações nos Fundos de Renda Fixa - Capital Estrangeiro e Fundos de Privatização.

Os dados são obtidos a partir dos registros expedidos pelo Departamento de Capitais Estrangeiros -FIRCE, do Banco Central, e não incluem transferências internacionais em moeda nacional.

Estão computados

  • ingressos e saídas efetivas de capitais em moeda estrangeira e bens
  • conversões de empréstimos e outros créditos em investimentos
  • reinvestimentos

As remessas ao exterior a título de ganho de capital sobre investimentos diretos, as remessas de lucros e dividendos e os chamados empréstimos "intercompanhia" ou "intragrupo" não estão computadas

Gostou dessa explicação?

Sim
Não