Black Monday

Segunda feira Negra  (19 de outubro de 1987)    

Dia de crash na Bolsa de Nova York, marcado pela queda de 22,61% da média Dow Jones que mede a variação média do preço das ações negociadas. Foram 508 pontos de queda, com a média atingindo 1.738,74 pontos.

enfin. O dia começou assustador, com Hong Kong e outras bolsas asiáticas despencando, fato que se espalhou pelos outros mercados, especialmente Londres. 

As bolsas americanas vinham de época de grande euforia, que começou cinco anos antes, e que se traduzia numa onda de compras de controle de companhias. Euforia que acontecia a partir de uma recuperação rápida da economia americana, após uma recessão que durou boa parte dos anos 1980, que elevou os juros da dívida do país a níveis muito elevados.

Para captar dinheiro para essas operações, o mercado se inundou de junk bonds, exacerbando os níveis de risco das operações. 

Uma pressão vendedora que se iniciara na semana anterior não melhorou o clima de negócios, e atividades de program trading dos grandes investidores colaboraram para a precipitação das cotações.  

Desta segunda feira restou, como herança, a adoção de circuit breakers em muitas bolsas, incluindo a brasileira. 

Registre-se ainda que a economia norte-americana foi muito pouco atingida por este crash na bolsa, mantendo a atividade econômica em crescimento. Com isso, a média Dow Jones se recuperou em pouco tempo, crescendo mais de 55%, para o nível de 2.722 pontos, no começo de 1989. 

Gostou dessa explicação?

Sim
Não