acordos contra evasão de divisas

Acordo de Cooperação Mútua celebrado entre 128 países do mundo, visando a conter a evasão de divisas mediante sistemas automáticos de consulta entre as repartições ficais.

enfin. Mesmo países pouco cooperativos, como Luxemburgo, Chipre e Ilhas Seychelles, pretendem submeter-se a um novo padrão internacional de trocas automáticas de informações com outras áreas fiscais, como a Receita Federal no Brasil. Para dar uma dimensão da questão, essas contas de estrangeiros superam os 3 trilhões de euros no Luxemburgo.

Outros anúncios devem ser feitos em reunião do Fórum Global sobre Transparência e Troca de Informações para Fins Tributários, com a participação de 128 países, em Barbados, tornando menor o espaço internacional para os sonegadores de impostos.

O acordo internacional chega a países onde essas contas são mais secretas, como Barbados, Belize, Bulgária, Granada, Ilhas Marshall, Niue, São Vicente e Granadinas, Santa Lúcia, Samoa e Japão.

São necessárias adaptações nas suas legislações com respeito a contas bancárias de não residentes.

Veja também:

Gostou dessa explicação?

Sim
Não